Destinos: Cairo

No Instaviagem você encontra as melhores dicas de viagem em um só lugar.

Sobre Cairo

Uma capital dinâmica, um pouco caótica, mas que guarda dentro de si e em seu entorno preciosidades históricas sem igual no mundo. As famosas e impressionantes Pirâmides de Gizé, Quéfren e Miquerinos, além da enigmática Esfinge, ou mesmo as suas primas mais distantes, em Saqqara e Dashur, são testemunhas de séculos de humanidade. O Museu do Cairo traz estátuas e múmias, dentre outras joias da arqueologia encontradas na região. Além disso, contemple (e navegue) pelo famoso rio Nilo, visite as belas mesquitas islâmicas da capital, o mercado de Khan El Khaliki e sua enormidade de itens para comprar (e barganhar), a gostosa e exótica culinária egípcia, além da possibilidade de alguns bate voltas bacanas, como à Alexandria. 

Língua Árabe moderno
Moeda Libra egípcia
Validade do passaporte Deve ser válido no momento da entrada
Página do passaporte em branco Uma página é necessária para carimbo na entrada.
Visto de turista: exigido. Pode ser tirado antecipadamente na Embaixada do Egito, levando cerca de 10 dias úteis, ou então na chegada ao Aeroporto de Cairo, sendo o visto de turista para 1 entrada e permanência de 30 dias por cerca de 25 USD. Procure pelo balcão do Travel Documents, Immigration and Nationality Administration (TDINA), leve a taxa em dinheiro de preferência, assim como os documentos: passaporte original; cópia das passagens de ida e volta; cópia da reserva do hotel; cópia do certificado internacional de vacina contra febre amarela, emitido pela ANVISA; formulário de imigração (que é dado ainda no avião pela companhia aérea). 
Vacinações: Certificado Internacional de Vacina contra Febre Amarela - aplicação ao menos 14 dias antes da viagem
Restrições de moeda para entrar: Não é permitida a entrada com o valor superar a US$ 10 mil.
Restrições de moeda para sair Não há

Embaixada do Brasil em Cairo
Endereço: Nile City Towers - North Tower - 18th Floor 2005-C Corniche El Nil Cairo - Egypt
Telefone: + (202) 24 61 9837; 20 122 2 444 808 (Plantão Consular)
Portal Consular: (+20) 122 24 44 808
Email: comunica.cairo@itamaraty.gov.br
Site da Repartição: http://cairo.itamaraty.gov.br/

Segurança pública: O Egito é país que goza de relativa segurança. A partir da Revolução de 25 de janeiro de 2011, tensões político-sociais manifestam-se com relativa frequência no país, cujas forças de segurança e instalações do Governo são por vezes alvo de ataques terroristas. Os casos de roubo, assalto, golpes e fraudes são raros, bem como os de sequestros. No caso de acidente, crime ou problema de saúde, o turista brasileiro deverá procurar o hospital Anglo-American, um dos melhores do Egito (telefone +20 2 2735 6162), ou uma delegacia da polícia turística (telefones 122 ou +20 12 2345 3726), ou ainda a embaixada do Brasil no Cairo. Há inúmeros hospitais privados no país, de modo geral, de bom nível. Recomenda-se evitar os hospitais públicos, sempre que possível.

Instabilidade política: É importante estar atento às notícias veiculadas pelos meios de comunicação, assim como zelar pela segurança individual. Recomenda-se igualmente manter os documentos de identificação em local seguro e acessível.

Manifestações populares: Ainda que eventuais protestos sejam pacíficos, recomenda-se que cidadãos brasileiros evitem áreas com registro de manifestações, já que esse tipo de atividade pode escalar para conflitos em caso de confrontação com autoridades policiais locais.

Criminalidade: A taxa de criminalidade no Egito é baixa, o que torna o país um destino razoavelmente seguro para os turistas estrangeiros. Os hotéis e sítios turísticos mais movimentados costumam estar sujeitos a rigorosas medidas de segurança e controle, mas recomenda-se, a adoção das precauções de praxe em relação ao uso de objetos de valor e bagagem, pois há registros de furtos e roubos ocasionais.

Terrorismo: Há registro de ações terroristas no Egito. Prédios policiais e do Governo são particularmente visados por atentados terroristas. Bombas já causaram explosões no Cairo e em outras cidades do Egito. A região do Sinai é considerada foco de ação de grupos terroristas, e sequestros de estrangeiros já ocorreram naquela localidade, que deve ser evitada por turistas brasileiros.

Península do Sinai: Desde o início da Primavera Árabe, a segurança nas estradas da região da Península do Sinai tem se deteriorado. Tornaram-se comuns abordagens de ônibus de turistas por tribos beduínas, que buscam obter a libertação de parentes detidos em troca de liberação dos turistas. Recomenda-se evitar transitar pelas rodovias do Sinai até que a situação retorne à normalidade. Há um grupo terrorista conhecido como “Wilayat Sinaa” que, embora debilitado, continua vivo e atuante na região do Norte do Sinai e da fronteira com Gaza, razão pela qual é terminantemente desaconselhável ao turista brasileiro visitar a área, hoje vigiada de perto pela polícia e pelas forças armadas egípcias.

Animais peçonhentos: O Egito possui espécies perigosas de animais peçonhentos, que podem estar presentes, sobretudo, nas áreas rurais e jardins, embora também haja a possibilidade de que sejam encontrados em áreas urbanas e, mesmo, dentro das casas. Cidadãos brasileiros devem afastar-se e notificar as autoridades locais competentes caso encontrem algum animal desse tipo. Caso sofra algum tipo de ferimento ou picada, deverá dirigir-se imediatamente a hospitais para buscar tratamento.

Viagens ao deserto: O deserto do Saara ocupa parcela considerável do território egípcio. Cidadãos brasileiros que pretendam viajar ao deserto devem ter em mente que, em desertos, a maioria das estradas pode não estar pavimentada e mesmo rodovias principais podem conter areia na pista, potencializando acidentes. Além disso, pode não haver sinal telefônico nessa região e as temperaturas desérticas impõem riscos adicionais a viajantes que porventura se acidentem na localidade. É possível visitar com segurança alguns oásis no deserto ocidental (Rahga, Dahla, Siwa, etc.), desde que o viajante faça as viagens acompanhado de guias turísticos, permaneça nos locais permitidos a turistas e não desvie seu trajeto para fora das rotas turísticas tradicionais.  

Áreas restritas:  Viagens pelo Egito devem ser cuidadosamente planejadas por agências de turismo, sobretudo quando o roteiro a ser seguido implicar necessidade de travessia de áreas desérticas. É proibido fotografar áreas e equipamentos militares.

Turismo de aventura: É grande o número de turistas no Egito que desejam realizar turismo de aventura ou praticar esportes radicais. Nesse sentido, turistas brasileiros devem contratar seguro-saúde que ofereça cobertura contra ferimentos decorrentes de acidentes. 

Assédio sexual e crimes contra a mulher: Mulheres desacompanhadas no Egito deverão vestir-se de forma muito discreta, uma vez que são frequentes casos de assédio em táxis ou em locais da cidade que não fazem parte dos circuitos turísticos tradicionais.

Rede de saúde:  O sistema de saúde local público, embora disponível para todos, não é totalmente gratuito. Dos cidadãos egípcios cobra-se a metade do preço por consultas, cirurgias e tratamento do que se cobra do estrangeiro. O preço dos medicamentos, contudo, é o mesmo para todos. Estrutura para tratamento de emergência e cuidados médicos intensivos é limitada. Serviço de ambulância nem sempre está disponível em todas as localidades.

Medicamentos:  Ao viajar com medicamento controlado, convém que o turista esteja em posse da prescrição médica, com tradução para o árabe ou para o inglês, autenticada por repartição consular egípcia ou a embaixada do Egito em Brasília. Caso o medicamento seja proibido no Egito, o turista poderá ser considerado portador de droga ilegal, mesmo que tenha prescrição médica.

Esquistossomose: Lagos e rios do país, inclusive o Rio Nilo, são áreas de risco de esquistossomose, infecção parasitária (também conhecida como bilharzia) transmitida aos seres humanos através do contato com parasitas existentes na água. Evite nadar em áreas onde há lama ou lodo no fundo do lago. Água de torneira não é considerada potável, e cidadãos brasileiros devem beber apenas água engarrafada durante a permanência no Egito.

(Fonte: MRE)

Informacões úteis

Veja informações úteis gerais sobre Cairo e Egito.

Os Especialistas do Instaviagem recomendam este destino para o perfil:


💏 Casal
💃 Viajante Solo
👪 Família
👯 Amigos
🌲 Natureza
🚵 Aventura
🍴 Gastronomia
💆 Relax
💙 Romântico
🏯 Cultura
🌆 Agito
🏡 Cidade Pequena
🌊 Praia

Outros destinos similares:

Precisa de ajuda para organizar sua viagem?

O Instaviagem é uma agência de viagem online especializada em pacotes feito sob medida. Nossa equipe de Especialistas vão montar e te ajudar a realizar a sua viagem dos sonhos.

Solicite uma proposta de cotação agora mesmo: