Já escolhemos nesse espaço a melhor lugar do Nordeste para viajar em busca de praias, usando um critério que consideramos extremamente justo: por categorias. Afinal, são tantas praias, uma mais bonita que a outra, que apenas uma seria muito difícil. A divisão ficou em: melhor lugar do Nordeste para viajar com os amigos (Porto Seguro), melhor lugar do Nordeste para viajar com a namorada (Natal) e melhor lugar do Nordeste para viajar em família (Fortaleza).

Neste próximo texto, vamos elencar o melhor lugar do Nordeste para viajar aos amantes de cultura. Porém, dessa vez, adotamos um outro critério e escolhemos um só lugar: Recife (na verdade dois, se levarmos em conta a importância de sua irmã e vizinha Olinda no cenário cultural). O motivo da restrição: melhor falar muito de um lugar, do que pouco de vários.

Mas, podem ter certeza, já falamos e ainda falaremos muito da vida cultural de outras cidades do Nordeste 😉 Porque o Dubbi ama a região

Melhor lugar do Nordeste para viajar se você quer cultura
A dupla Recife-Olinda cumpre perfeitamente esse objetivo. (Se você também quer curtir boas praias, Recife tem algumas opções, e ainda tem pertinho dali Porto de Galinhas ou Maragogi). Recife é considerada um polo cultural (suas produções cinematográficas, como o “Som ao Redor”, ganharam inúmeros prêmios mundo afora). Diversos institutos, museus, teatros colaboram para a tese de que o melhor lugar do Nordeste para viajar em busca de cultura é o Recife.

DUBBI adicionou foto de Recife,Olinda Foto 1

A parte histórica de ambas é muito rica. Recife tem 479 anos e Olinda 481 anos (detalhe: fazem aniversário no mesmo dia, 12 de março). Elas deram o pontapé inicial ao desenvolvimento de Pernambuco, e, quase cinco séculos depois, também atraem turistas que querem conhecer um pedaço da história do Brasil, com casarios coloniais, igrejas, objetos, dentre outros.

Separamos alguns lugares imperdíveis.

Caminhando pelo centro do Recife
A Praça do Marco Zero está de cara nova – muito melhor, por sinal – após reformas dos galpões do porto. “A área virou um polo gastronômico e cultural. Tem o Centro de Artesanato de Pernambuco e os Armazéns do Porto”, diz a viajante Katarina Holanda, de São Carlos. Vale a pena atravessar a ponte e visitar a Praça da Republica, que possui provavelmente a vista mais bonita da cidade. Lá, da para conhecer o Palácio das Princesas, o Tribunal de Justiça/PE e o Teatro Santa Isabel , de 165 anos de idade, de onde é possível avistar o casario da rua da Aurora, um clássico recifense.

Calma que estamos só começando a provar que Recife é o melhor lugar do Nordeste para viajar em busca de cultura.

DUBBI adicionou foto de Recife,Olinda Foto 2

Instituto Ricardo Brennand
Indicação da viajante Adriana Machado, pode ser visitado com toda a família que é garantia de sucesso para as diversas faixas etárias. “É um passeio imperdível, que não está incluso na maior parte dos roteiros turísticos. Reserve boa parte do dia para isso”, diz. Adriana tem a mais pura razão: o Instituto Ricardo Brennand é uma espécie de “Inhotim nordestina”, com centenas de obras espalhadas em seus 77 mil metros quadrados. Já foi eleito no site TripAdvisor o melhor museu da América do Sul. Os amantes da arte irão se deliciar entre obras como David, de Michelangelo (na verdade uma das cinco réplicas que existem no mundo usando mármore da mesma região da original).

Endereço: Alameda Antônio Brennand, s/n – Várzea

DUBBI adicionou foto de Recife,Olinda Foto 3

Paço do Frevo
Ir para Recife e não conhecer mais sobre o frevo é como ir para Roma e não ver o papa (desculpe-nos essa expressão tão batida, mas ela é a ideal para mostrar o quão importante o frevo é na cultura pernambucana). Inaugurado em 2014, o Paço do Frevo é mais uma mostra da vida efervescente culturalmente do Recife. O edifício pomposo todo branco é sede das mais variadas atividades que buscam eternizar o frevo. Recebe visitantes que podem ver um acervo rico da história da dança e lá são realizadas oficinas, cursos e palestras para desenvolver o legado do frevo.

DUBBI adicionou foto de Recife,Olinda Foto 4

Endereço: R. da Guia, s.n.
O que fazer em Recife à noite
Bastante badalada, a noite recifense tem opções todos os dias da semana. Prova é a recomendação da viajante Jéssica Lourenzo, de Cabrália: o evento chamado “Terça do Vinil”, toda terça-feira no Bar Lisbela e Prisioneiros. Os bairros com maior vida noturna são os de Boa Viagem (UK Pub está sempre lotado), Pina e Recife Antigo (a rua da Moeda é cheia de barzinhos).

DUBBI adicionou foto de Recife,Olinda Foto 5

Olinda
Agora iremos mostrar que Olinda também é o melhor lugar do Nordeste para viajar em busca de cultura.

Como as cidades são conurbadas, é muito fácil ir de uma a outra. O viajante Marcius Alves, morador do Recife, dá até um alerta. “É muito comum não saber em que cidade está em alguns momentos, inclusive para nativos”, conta. Ele diz que o centro histórico de Olinda está a apenas dez minutos de carro ou ônibus.

DUBBI adicionou foto de Recife,Olinda Foto 6

Uma vez em Olinda, o viajante Tiago Imperatori, de Lajeado, ajuda com o roteiro básico para conhecer bem a cidade: Mosteiro de São Bento, logo na entrada do “Sítio Histórico”; o Espaço Tiridá (para ver os famosos bonecos de Olinda); caminhada pela beira da praia e calçadão (onde ficam vários bares e restaurantes), andar pelas ladeiras (como a da Misericórdia); ver as famosas casas coloridas, visitar o Museu Regional de Olinda e por último ir até a Sé, de onde é possível ter uma vista panorâmica das duas cidades.

As dicas da viajante Jéssica Lourenzo, também são ótimas. Primeiro, esqueça carros ou táxis. “Dedique um dia para o centro histórico e faça toda a parte histórica a pé”, diz. Não sabe o que fazer depois de conhecer todos os pontos indicados pelo Tiago Imperatori? Isso não é nenhum problema em Olinda, ela garante. “Na cidade geralmente há sempre algum movimento cultural nas ruas: coco de roda, capoeira, maracatu. Anote na agenda: aos sábados têm o evento “Vinil em Brasa” (do mesmo DJ da terça do vinil, que dei a dica lá em cima) no Tropicasa; e de quinta a domingo costuma ter exposições e música na Casa do Cachorro Preto”, afirma.

Ufa! Realmente, a dupla é o melhor lugar do Nordeste para viajar em busca de cultura. Se quer conhecer mais sobre o interior nordestino, esse texto apresenta ótimas cidades para visitar.

Onde comer no Recife
Restaurante Parraxaxá é a dica da viajante Carolina Rangel, para aproveitar o melhor da comida regional no Recife. São duas unidades (endereços abaixo). O balcão de grelhados tem carne de sol, escondidinho de charque, paçoca, baião de dois, bode guisado e muitas outras delícias. O ambiente rusticamente decorado, com mesas e cadeiras coloridas, completam o ar da graça.

DUBBI adicionou foto de Recife,Olinda Foto 7
Endereços: Av. Fernando Simões Barbosa, 1200 – Boa Viagem/Casa Forte – Rua Igarassu, 40

Já o viajante Tiago Imperatori, recomenda o restaurante Macunaíma, por servirem rodízios de pizzas e crepes deliciosos. Já o buffet de almoço é algo fora de série: salmão com crosta de castanha, almôndega de camarão e bacalhau ao creme de leite farão seu paladar sentir falta quando retornar da viagem.

Endereços: Rua das Creoulas, 268 – Graças/Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, 2045
Tantas opções mostram que Recife é o melhor lugar do Nordeste para viajar em busca de cultura. Ainda não se decidiu o que fazer? Então dê uma olhada na agenda cultural do Recife e veja mais atrações: http://www.recife.pe.gov.br/agendacultural/

David Andrade

Ver Todos os Posts

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Quem somos?

Somos a maior agência online especializada em pacotes de viagem 100% personalizados. Você preenche um formulário e nossos especialistas montam um pacote feito sob medida pra você!

Conheça nossos pacotes: www.instaviagem.com